Na prova de Queijas, assistiu-se a um duelo “mano a mano” entre o Team F-Power e o Team Base Branca 4x4.   À chegada a esta prova a luta pelo titulo de vencedor do Troféu Extreme estava entregue apenas a estas duas equipas, com toda a concorrência já muito distante, pelo que quaisquer pontos aqui amealhados eram bastante importantes.   
O Team F-Power teve sempre em vantagem face ao seu adversário.  No setor de perícia foi significativamente mais rápido a percorrer toda a extensão da pista, e depois no setor de resistência conseguiu realizar 10 voltas á pista, sensivelmente o dobro do que a equipa Base Branca 4x4 conseguiu fazer, vitima de problemas elétricos no guincho que tornaram a transposição de algumas zonas muito complicada e demorada.
Rui Vieira (team F-Power) sai de Oeiras com 98 pontos, o que representa uma vantagem de 14 sobre Luis Matos (Team Base Branca 4x4).  Esta diferença pontual apesar de significativa não é suficiente para o Team F-Power ter já garantido o titulo, estando por isso obrigado a participar na ultima prova.  O Team Base Branca 4x4 tem também que viajar até Valpaços caso ainda queira manter viva a ambição pelo titulo de 2017.