A equipa Helder Tiago Team, que havia regressado a esta competição na prova do Couço onde conseguiu uma expressiva vitória, voltou a repetir o feito em Queijas, com Ângelo Tiago a levar o espetacular Proto uma vez mais ao lugar mais alto do pódio.

A prova até nem começou da melhor forma para a equipe de Salvaterra de Magos, tendo ficado em ultimo no setor de perícia, enquanto os seus vizinhos de Marinhais , a equipa Sempre os Últimos, triunfava com algum à vontade.  Neste setor terminou em segundo o Team Base Branca II e em terceiro o Team Eco AGN Park.

No setor de perícia viriam ao de cima as excelentes capacidades do proto conduzido por Ângelo Tiago,  as quais aliadas a uma condução segura e concentrada permitiram uma vitória folgada com 13 voltas cumpridas, mais 4 do que as realizadas por Filipe Alambre – Team Açorda em segundo lugar e mais 6 do que Luís Matos – Team Base Branca II em terceiro.  A classificação final da prova de Oeiras ficou tal como a classificação do setor de resistência.

Em termos pontuais a vitória de Ângelo Tiago deixa-o e à sua equipa ainda com a possibilidade de poder chegar até ao terceiro lugar final caso participe na prova de Valpaços, muito embora dependente dos resultados seus adversários nesta prova.  Quem está a um passo de conseguir o troféu final da temporada de 2017 é Luís Matos do Team Base Branca II , vendo-se porém obrigado a viajar até ao norte, sobretudo se o Team Sempre os Últimos também o fizer, pois uma vitória da equipa de Marinhais e uma ausência de Luís Matos ditarão que o troféu fica na vila ribatejana de Marinhais.