Nem sempre os favoritos ou potenciais favoritos conseguem materializar em resultados essa sua condição, e a prova de Queijas foi um exemplo quase académico disso mesmo.  Antes do arranque esperava-se uma grande luta entre o Team Bur Pizza e o Team RePower 4x4,  pois ambas ambicionam o titulo e têm-no ao seu alcance.  Quis o destino que o troféu não ficasse nem nas mãos de um nem de outro, mas sim fosse entregue ao team Red Garage.
O setor de perícia serviu para demonstrar que Paulo Amaro – Team Burpizza  e Emanuel Luz – Team Repower 4x4 vinham determinados a vencer.  Paulo Amaro precisou transpôs o setor com uma rapidez notável , precisando de pouco mais de 16 segundos para ir da partida ao final.  Porém este tempo teve custos para a mecânica do Nissan, que partia a transmissão.  Não menos impressionante foi o tempo de Emanuel Luz, apenas 20 segundos.  A seguir o exemplo, Carlos Santos do Team Base Branca III precisava apenas de 23 segundos e era para já o terceiro classificado.
O setor de resistência viria a ser muito diferente, e particularmente nocivo para as aspirações de Paulo Amaro e Emanuel Luz.  Ambas as equipas fizeram um arranque fulminante, passaram os primeiros obstáculos de uma forma impressionante, mas chegados á rampa que dominava o circuito ficavam ambos pelo caminho , praticamente parados lado a lado, e com avarias semelhantes.  Paulo Amaro via a transmissão voltar a ceder tal como já tinha acontecido durante a manhã, e Emanuel Luz sofreria problema idêntico, tendo inclusivamente ficado numa posição muito má, bloqueando a pista aos seus adversários, e tendo precisado da intervenção do team Dream Power para sair do local onde estava.
Poder-se-ia pensar que o abandono dos dois candidatos ao titulo iria deixar a prova desta classe algo tranquila, mas tal não aconteceu porque tanto Pedro Cortez do Team Red Garage e Carlos Santos do Team Base Branca III decidiram aproveitar a oportunidade e lutar pelo triunfo.    Ambos conseguiram dar 20 voltas ao percurso, com vantagem para Pedro Cortez que foi o mais rápido e venceu assim a prova.  O seu adversário ficou obviamente em segundo lugar, enquanto o Team Dream Power terminou num distante terceiro lugar.  
Na classificação Pedro Cortez somou os 20 pontos da vitória, que dão alguma expectativa de serem suficientes para terminar no terceiro lugar do Troféu caso viaje até Valpaços.   Carlos Santos do Team Base Branca III terminou em segundo, e poderá ainda acalentar a esperança de também poder subir a terceiro, dependendo claro do resultado do seu adversário na prova nortenha.  Finamente, em terceiro o Team Dream Power, que somou os primeiros pontos da época ficando ex-áqueo com mais 2 equipas no sétimo lugar provisório do troféu.
O Extreme Trial 4x4 Valpaços 2017 assumir-se-á como determinante para definir o vencedor da classe, numa luta particular entre o Team Bur Pizza e o Team Re-Power 4x4.